11.1.15

Eve & Adam - Michael Grant & Katherine Applegate

Filha única da poderosa - e fria - geneticista Terra Spiker, Eve quase perde uma perna em um atropelamento. O processo de cura no luxuoso complexo Spiker transcorre com uma rapidez impressionante, o que desperta a curiosidade da menina.Antes que Eve estreite os laços com Solo, um rapaz que compartilha segredos com a corporação, a Dra. Spiker propõe um desafio a sua filha: Eve terá a chance de testar, em primeira mão, um software desenvolvido para manipular genes humanos. Ela poderá criar o garoto ideal, sob medida! Mas brincar de Deus tem consequências, e agora Eve vai descobrir até que ponto existe a perfeição.


A capa te induz a pensar que o enredo girará em torno da Eve construindo seu namorado perfeito, ledo engano meu amigo. O livro que tem capítulos narrados por três personagens (o que eu amo) a Eve, Solo e o perfeito Adam, nos mostra a dinâmica na relação mãe e filha, que os melhores amigos são o que nos salvam de nós mesmos quando as coisas ficam difíceis e que nem sempre almejamos a perfeição, pelo menos não no amor.

Tudo começa quando  Eve que é a adolescente normal, com uma melhor amiga, QI acima da média e seletiva com os namorados, sofre um acidente e Terra a tira do hospital levando-a para a Spiker Biopharm, pelo nome já percebemos que a poderosa mãe é a mandachuva do lugar. O Solo é filho dos antigos sócios da Terra que agora trabalha nas instalações, muito inteligente, sabe coisas até demais e nutre muito rancor, digamos assim, da chefe, o que não é fácil convivendo agora com a filha da mesma.

É ai nesse complexo futurístico que os dois se tornam amigos, onde a Eve constrói com a ajuda de um software (que já deveria existir disponível no mercado afinal estamos em 2015) o Adam e passa a questionar tudo o que ela acreditava ser verdadeiro sobre a mãe e si mesma. O Solo que está ali em todos os lugares, sempre pronto para ajudar com seu humor sarcástico, lhe conta aos poucos o que realmente acontece naquele lugar e é a  partir dai temos que uma mistura entre ação, ficção científica e amor que deixou a leitura leve e divertida, talvez por os autores serem casados eles tenham aprendido a dosagem exata destes três componentes.

Não passa despercebido ao leitor a analogia da capa quanto a Adão e Eva no paraíso e ao começo da humanidade, o livro terá continuação, o que achei perfeito por terem faltado algumas respostas as minhas perguntas.

Quem vos escreve é está ai ao lado, eu,  Renata. Vocês podem me encontrar no Skoob ou qualquer outra rede social como Renata Pezente Mota. Até a próxima resenha ;)

Pin It

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são sempre bem vindos!