30.3.15

Insurgente - Veronica Roth

Uma escolha pode te transformar - ou te destruir. Mas toda escolha carrega consequências, e, enquanto uma sensação de inquietação assola as facções ao sue redor, Tris Prior precisa persistir em sua tentativa de salvar as pessoas que ama - e a si mesma - ao lidar com questões relacionadas à mágoa e ao perdão, á identidade e à lealdade, á política e ao amor. O fim da iniciação de Tris deveria ter sido marcado por celebração e vitória com sua nova facção; no entanto, o dia resultou em horrores inimagináveis. Agora, à medida que o conflito entre as facções e suas ideologias cresce, a guerra se aproxima. E, em tempos de guerra, partidos precisam ser tomados, segredos vão emergir e as escolhas se tornarão ainda mais irrevogáveis - e poderosas. Modificada por suas próprias decisões, mas também por uma devastadora sensação de mágoa e de culpa, descobertas radicais e relacionamentos em transformação, Tris precisa aceitar por completo a sua Divergência, mesmo que não saiba exatamente o que pode perder ao fazer isso.


Espera aí ... deixa eu respirar um pouco, tomar um fôlego... ufa! Ai sequências, do que era feito o mundo literário antes de surgirem tantas sequências?! Neste livro, ri, me emocionei e chamei a Tris de tantas coisas, que se pudesse ter mergulhado naquelas páginas e dado umas sacudidas nessa criatura e perguntado - Minha filha, o que tu ta fazendo??? teria me sentido muito melhor no final!
Nesta continuação, muitas perguntas que ficaram no ar em Divergente foram explicadas, as outras facções forem bem exploradas e tivemos destaque para muitos outros personagens, criando um enredo envolvente, mesmo a autora tendo dado uma de George R.R. Martin e matado a metade antes mesmo de sofrermos por eles.

"Descobri que as pessoas são compostas de camadas e mais camadas de segredos. Você pode achar que as conhece, que as entende, mas seus motivos estão sempre ocultos, enterrados em seus próprios corações. Você nunca as conhecerá de verdade, mas às vezes decide confiar nelas. "

Tris agora não é mais aquela garotinha que conhecemos no primeiro livro, agora ela é uma guerreira - e idiota - deixando de lado todas aquelas indecisões, quem fica com a indecisão agora somos nós. Confesso que no decorrer da leitura fiquei meio confusa, por que mesmo sabendo que a Tris tinha razão eu teimava em concordar com o Tobias. A autora conseguiu arrancar toda a realidade humana e colocar isso em seus personagens, tornando-os quase reais, com todos os seus defeitos, suas mentiras e todo o seu ser, eles se destacam ao máximo.

 "Não importa o quanto você treine uma pessoa para ser corajosa, nunca saberá se ela realmente o é até que algo real aconteça." - Lynn                                                

E o romance, ai o que seria de um livro sem romance? Ele ainda está ali, de diferentes formas, mostrando um lado vulnerável do Tobias, que agora tem alguém com quem se preocupar além de si mesmo, e a Tris querendo ser durona, mesmo amando..... aiai

"Quatro: Você é importante demais para simplesmente... morrer.                                                                          Tris: Não sou importante. Todos vão se sair bem sem mim.                                                                            Quatro: Quem se importa com os outros? E quanto a mim?"                                    

Indico a leitura logo após o termino do primeiro, por que a autora começa Insurgente como se fosse um novo capítulo de Divergente, e este aqui também termina de forma abrupta, então tenha também Convergente ao lado para iniciar logo em seguida ;)


E para termos um gostinho do como tudo isso se desenvolve na tela grande, espiem o trailer!!




E aí, alguém já leu Insurgente?? O que acharam?


                                                                                       Até a próxima!
                                                                                        Beijos Beijos
                                                                                           Rê Mota
             


Pin It

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são sempre bem vindos!