26/05/2015

Lançamento circuito MODA CATARINA 2015 - Com Costanza Pascolato

postado por Marlon Pallazo

Dia 8 de Maio foi de um GRANDE Talk Show com COSTANZA PASCOLATO juntamente com o Lançamento circuito MODA CATARINA 2015.


COSTANZA PASCOLATO é o ícone da moda brasileira e uma das autoridades máximas em moda no pais. A empreendedora vem à Florianópolis compartilhar seu conhecimento sobre identidade, moda, estilo e negócios.

Entre diversos assuntos discutidos e perguntas, trouxe algumas perguntas e respostas para trazer para vocês...

Primeiramente falou sobre sua vida: Com a moda começou por intermédio de seu pai, Michele Pascolato, que fundou a fábrica de tecidos Santaconstancia, hoje comandada por ela. Um dos ícones de elegância do Brasil, Costanza nasceu na Itália e chegou com sua família a São Paulo, em fevereiro de 1946, fugindo da Segunda Guerra Mundial. Aos 65 anos, não tem qualquer constrangimento em declarar a idade, ao contrário de várias mulheres de sua geração. “Acho que estou tão bacaninha”, orgulha-se. Costanza foi casada três vezes – o último casamento, com o compositor, produtor e escritor Nelson Motta, durou seis anos e acabou em 2001 –, é mãe de duas filhas e avó de uma menina e um menino. Integrante da Academia Brasileira de Moda, atualmente roda o País divulgando seu segundo livro, Como Ser uma Modelo de Sucesso, e fazendo palestras. O primeiro, O Essencial, que foi lançado em 1999, dá dicas sobre moda e estilo.

Costanza Pascolato
Qual é o grande luxo hoje em dia?

É se tratar e parecer jovem. Esse deve ser o maior investimento da mulher, porque é o que conta, o resto é acessório. A partir daí você deve começar a colecionar coisas que lhe fiquem bem. Eu acho hoje que é melhor ir a uma festa com uma roupa mais velha com que eu me sinta bem e investir mais nos acessórios colocando-os de uma forma especial, que vai ter a minha cara, o meu jeito. Eu não deveria nem falar isso porque vendo tecidos

O que se usa hoje?

Hoje o luxo é misturar uma coisa cara, um Prada, um Armani, com peças bem-humoradas e baratas de brechó, da C&A, das feiras. Isso é que dá o tom pessoal, o jeito diferente sobre o qual eu estava falando. Hoje conta mais o seu desejo de criar uma maneira diferente de ser do que propriamente desfilar por aí só com roupas de grife.

Quer dizer que é possível fazer bonito usando coisas baratas?

As lojas mais populares, como C&A, Riachuelo, Renner e outras,
estão todas com moda mesmo, não é mais roupa. A verdade é que
hoje você pode se vestir dentro da moda, bonitinha e graciosa, com coisas bem acessíveis. Isso é muito democrático e está acontecendo no mundo inteiro.

O que se usa nas ruas está bonito, na sua opinião?

Eu aconselho as pessoas a se olharem mais no espelho. Vejo cada coisa!! Usam calças justas demais, de tal forma que as que têm o manequim 2 ou 200 usam o mesmo número. Não dá! É uma coisa exagerada isso que existe aqui no Brasil. Se elas soubessem como sofreriam menos e como ficariam mais bem vestidas com números um pouquinho maiores! Eu acho que elas devem ficar exaustas quando chega o fim do dia


Você é a favor das cirurgias plásticas?

Até uma certa idade sim, depois não. Eu, por exemplo, não posso mais fazer. Fiz em 1983, aos 40 anos. Tirei as bolsas dos olhos. Mas acho que hoje as pessoas fazem plástica quando estão infelizes.

Qual a alternativa?

Eu prefiro as soluções como botox e preenchimento com gorduras só para ficar com a carinha mais descansada. A plástica é radical e definitiva. E se você não gostar? Eu ficaria muito infeliz. Também não quero coisas impossíveis. Não quero, por exemplo, me casar com uma pessoa que tem 30 ou 20 anos menos do que eu. Tenho outros interesses que são totalmente satisfatórios e agradáveis, tanto que me sinto muito feliz. Estou vivendo um dos períodos mais tranqüilos e felizes da minha vida.

Você está namorando?

Não. Estou sozinha mas a essa altura acho que é melhor assim. Você tem que ficar bem para ser aprovada por aquela pessoa que você encontrou agora. Se eu tivesse crescido na vida com uma pessoa que me conhece há muito tempo e que me aceita como eu sou, OK. Mas isso na minha idade dá muito trabalho.
O Nelson Motta, com quem você foi casada durante seis anos, vai se casar com uma mulher 30 anos mais jovem.

Mas homem é diferente porque é a mulher que se ocupa dele, não é ele que vai cuidar dela. O Nelson faz muita coisa, tem muito talento, se mexe muito, então precisa de alguém com tempo integral para organizar a vida dele. Acho que ela nem trabalha.(Adriana Penna foi até outubro do ano passado consultora de marketing da Sony Music).

Isso é injusto, na sua opinião?

Ah, eu nem julgo. Mas para que eu quero alguém? Não estou nem aí.
_______________________________________________________________________________
Oportunidade incrível que a loja Chick-bella me ofereceu de ir a esse GRANDE Talk Show, com a incrível companhia da estilista Monique Cardoso. O meu GRANDE OBRIGADO mais uma vez. 

Monique Cardoso, Costanza Pascolato, Marlon Silva
Monique Cardoso, Marlon Silva

Fique ligado toda terça-feira, aqui no Blog Beleza em Foco, e confira diversas dicas, tendências e entrevistas sobre o universo da moda masculina e unissex.


0 comentários:

Postar um comentário

Comentários são sempre bem vindos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...